Arquivo da tag: oficina

Estudante promove oficina para formar legender

No mundo da cibercultura, novas formas de interação e consumo emergiram, criando segmentos específicos para esse espaço. Os chamados legenders são um exemplo disso. Legender é um termo utilizado para se referir aos usuários que criam legendas para séries, filmes e outros tipos de conteúdo audiovisual disponibilizado na internet. Segundo, Gustavo Sampaio, aluno do primeiro semestre de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC), o trabalho do legender é um “ato de amor”, sem intuito financeiro.

Gustavo conta que há cerca de um ano estava com tempo livre e resolveu se aventurar no trabalho de legender. Para o estudante, o que o levou a começar esse trabalho foi a vontade de melhorar a fluência na língua inglesa. Segundo ele, a principal motivação de qualquer legender é a paixão por séries, e com ele não é diferente.

Além disso, Gustavo explica que são necessários alguns conhecimentos técnicos, como sincronia (simultaneidade entre a fala e a legenda), spotting (a divisão das linhas da legenda) e CPS (a contagem dos caracteres inseridos por segundo). “Ter bom português e conhecimento da série e da cultura onde cada episódio se passa também são muito importante para uma melhor transcrição da cena”, afirma o legender.

Com a experiência adquirida como legender, Gustavo resolveu levar a outros apaixonados por séries os conhecimentos necessários para legendagem na internet. Por isso, durante a  XX Semana de Comunicação, ele ministrou a oficina Técnicas de tradução para legendagem Inglês-Português. “A proposta da oficina foi introduzir o conceito de legenda na internet e os grupos informais que nela atuam, além de falar um pouco sobre o meu conhecimento do mercado de trabalho da área”, explica.

Gustavo Sampaio ministra oficina de legendagem

Lucas Abreu, estudante do primeiro semestre de Jornalismo da UFC, se autodenomina “série maníaco”. Para ele, o trabalho dos legenders é muito importante e foi isso que despertou seu interesse na oficina. “Eu conheci esse trabalho na oficina de legendagem que fiz durante a DesCom”, conta o estudante.

Quer conhecer um pouco mais sobre a vida de um legender? É só entrar em contato com Gustavo Sampaio através das redes sociais: Twitter e Facebook.

Por Aline Moura (5J) e Gabriela Alencar (5J)

Deixe um comentário

Arquivado em Notícia